quarta-feira, 9 de maio de 2012

CARMIM

Eram cabelos longos
Sol de pedir chapéu
Ela pedia chapéu
Ela amava chapéu
Não trouxe chapéu
Aquela mágoa boba
Ficou no silêncio
De saber mas ouvir
Sentou na grama
Falou de livros
Pegou em um deles
Capa linda, linda
Hora do devaneio
Vida à frente 
Limpou os óculos
Tapou a luz do sol
Ela queria chapéu
Ai, o meu chapéu.

À noite o trem
Leu do passado
Escovou os dentes
Dormiu mal
Lembrou-se do tempo;

Era jovem e usava chapéu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário