sexta-feira, 6 de julho de 2012

TRÓPICO

somos jacarés na areia
bebendo sol
plantando câncer
cantando a calma
do oceano e das ondas
preguiçosas
beijam o céu de cores
queimando mil amores
em flor, a passeio
mãos dadas
ao horizonte e sem medo
como as vagas...
é um sonho quente
de luz viva e cega
simples feito riso
que não se entende;
apenas se abre
sem querer. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário