terça-feira, 29 de novembro de 2011

Nem precisa de título

Se eu disser tudo quanto sinto ao ouvir sua voz, lembrar de você ou apoiar a cabeça em seu ombro... você acredita? 
Sentimos sua falta, querido... sinto mesmo. 

...te amo, George. ♥

PS: dez anos sem você é baita coisa... mas seu ombro sempre vai estar aqui, não é mesmo?

2 comentários:

  1. Que lindo, Bárbara!
    Sem dúvida George é eterno. Tem vezes que penso que só ele me entende, hehe.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Em nossas mentes e em nossos corações!

    ResponderExcluir